7 MOTIVOS PARA CONTRATAR REVISOR DE TEXTO

A escrita está fluindo, o conteúdo do texto é bom, a inspiração resolveu aparecer. Seu trabalho, de repente, se torna a sua obra de arte! Mas será que o leitor vai compreender a mensagem que você quer transmitir? Será que há muitos erros de digitação, de ortografia, de concordância, de pontuação, de paralelismo…? Ahhhh! Nessa hora, lembre do revisor de textos!

Por mais que você leia e releia seu trabalho, encontrar erros passa a ser uma missão quase impossível. E aqui vai uma notícia boa: você NÃO precisa se preocupar com isso. Sua função é produzir um bom conteúdo. Deixe a revisão e o aperfeiçoamento da escrita nas mãos de um revisor profissional. Continue lendo e saiba o porquê 😉


1 – VALORIZAÇÃO DO TRABALHO

Você deu duro, pesquisou, buscou inspiração, escreveu, escreveu e escreveu. Seu texto REALMENTE merece ser reconhecido, compartilhado, valorizado. Mas peraí: faltou uma vírgula aqui. Tem um erro de digitação ali. O texto ficou sem padronização. Os parágrafos, sem querer, ficaram desproporcionais. Poxa! Esses detalhes desvalorizam o texto.Quando o leitor se depara com um material criativo, bem-produzido, escrito com clareza e objetividade, sem erros ou deslizes gramaticais, a valorização é certeira! E essas pequenas falhas de escrita podem acontecer com qualquer autor, inclusive com alguém que tenha amplo conhecimento das regras da língua portuguesa. Por isso, fica a dica: valorize todo o seu trabalho. Enriqueça a sua produção textual. Envie para um revisor profissional e qualificado!

2 – COMPREENSÃO DO LEITOR

A gente sabe que os ruídos de comunicação acontecem e são (muuuuito) comuns, não é?! Quando a gente diz “X”, é possível que nosso leitor entenda “Y”, porque muita coisa está envolvida nos jogos de compreensão: cultura, idade, escolaridade, conhecimento de mundo, ideologia e por aí vai. Nem sempre o texto precisa apenas daquela revisão “mecânica”, quase automática, que muitos softwares fazem por conta. Às vezes, seu texto precisa de um olhar mais atento, com ênfase na compreensão do leitor: em vez desse termo, seria melhor utilizar aquele, para tentar evitar um sentido indesejado. Uma vírgula pode facilitar ou complicar o entendimento. Será que foi isso mesmo que o autor quis dizer? Esse diálogo entre autor e revisor só tem uma função: enriquecer o texto para que o leitor o compreenda. A interpretação é aberta em determinados limites, é claro, mas para interpretar é preciso, primeiramente, compreender.

3 – COMBATE AO OLHAR VICIADO

Só quem já escreveu um texto longo sabe o que é o complexo ciclo escreve-apaga-escreve-reescreve-apaga… Certo?! Imagina só você concluir sua produção textual e ter ainda que fazer aquela revisão final pra ver se passou um errinho ou outro. Vish! Você quase já decorou cada palavra que escreveu. É claro que uma coisa ou outra você vai acabar mudando, porque um texto seeempre pode ficar melhor. Mas será que vai conseguir aperfeiçoar ainda mais a sua escrita mesmo depois de já ter usado boa parte da sua inspiração na produção do texto? Será que vai enxergar os erros de digitação? O olhar viciado existe. É um fato. Depois de ler tantas vezes o mesmo arquivo, não há domínio das normas gramaticais que seja mais forte que um olhar viciado. Acredite! Por isso, não confie apenas na sua leitura. Busque um trabalho profissional!

Contrate um revisor de textos profissional!

4 – CREDIBILIDADE: O REVISOR PODE TE AJUDAR COM ISSO!

Qual autor não quer que seu texto transmita credibilidade? Ninguém escreve algo para passar despercebido, para ser ignorado ou visto como “informação vazia”. E essa credibilidade no texto não chega de uma hora pra outra, a gente sabe. Mas há alguns fatores que intensificam a confiança de quem lê. Um exemplo é o fato de o texto estar redondinho em termos de escrita. O que exatamente isso significa?! Bom, os grandes meios de comunicação, os melhores livros, os artigos mais completos, as teses aprovadas com louvor têm algo em comum: todos são/foram revisados com atenção, cuidado e competência. Você, autor, pode produzir um material fantástico, mas terá que ser escrito com a maestria que ele merece. Quer atribuir mais credibilidade ao seu trabalho? Já sabe: revisão profissional!

5 – CONTEÚDO VERSUS FORMA

Complementando o que foi dito no tópico acima: conteúdo e forma são dois aspectos distintos, mas que precisam estar em sintonia para que um texto seja considerado “O” texto. O autor deve, principalmente, dar ênfase ao conteúdo. Se o autor tem bastante conhecimento e sabe do que está falando, o foco realmente deve ser produzir um material surpreendente, recheado de boas informações ou experiências para o leitor. Mas aí entra a parte da forma: esse conteúdo está organizado adequadamente? O vocabulário é condizente? A pontuação está correta? O texto está repetitivo? Essas perguntas serão respondidas por outra pessoa: o revisor. É claro que para mudanças mais densas a comunicação entre revisor e autor é indispensável, até porque o estilo da escrita de quem produziu o material deve ser mantido. Mas esse outro olhar para o texto, para a harmonia entre conteúdo e forma, é indispensável.

6 – ALÉM DA GRAMÁTICA NA REVISÃO DE TEXTOS

Pensar em revisão de texto é pensarem gramática. Certo?! Em partes. Nem tudo na revisão gira em torno de aspectos puramente gramaticais.  A língua portuguesa é tão versátil que linguistas e gramáticos se veem em apuros quando questões polêmicas são levantadas.  Por isso mesmo, um bom revisor trabalha com um olho no gato e outro no peixe. Mas como assim?! Os aspectos gramaticais são sim essenciais, sem dúvida. Mas eles são só a pontinha do iceberg. Ao mesmo tempo que o profissional está atento à gramática, busca adequar o texto ao público-alvo, ao suporte em que será veiculado, a construções frasais que podem gerar confusão para o leitor, a formas de enriquecer e valorizar o texto com os recursos linguísticos do português <3

7 – ESCRITA DOS TEXTOS FUTUROS APERFEIÇOADA

E os benefícios de trabalhar com um revisor profissional não param na revisão de um único texto: os diálogos, as sugestões, a troca de experiências e os ajustes realizados em uma produção ecoam para as escritas posteriores. Não há como escapar: a prática e o estudo são fundamentais para que a habilidade de escrever bem seja aprimorada. Os novos conhecimentos adquiridos com a revisão de um texto são internalizados, o que vai contribuindo para que o autor fique atento a cada vez mais fatores no momento de produzir novos e bons textos!

E aí, bora enviar o texto para revisão?!

Um comentário em “7 MOTIVOS PARA CONTRATAR REVISOR DE TEXTO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *